A tecnologia ao serviço do turismo, da saúde e das cidades inteligentes

A Madeira acolhe a 26 de maio a conferência 'Tecnologia: a próxima geração', por iniciativa da Altice Empresas em parceria com o JM. Um evento dividido em quatro blocos temáticos.

"Conhecer as tendências de próxima geração e o que melhor está a ser feito na área da segurança, turismo, smart cities e saúde" são as metas definidas pela operadora. Nuno Nunes, 'Chief Sales Officer B2B' da Altice Portugal, enquadra a iniciativa na "nova era em que o 5G e as redes de fibra ótica assumem um papel central e em que novas tecnologias emergem para transformar os negócios."

A conferência 'Tecnologia: a próxima geração' assegurou oradores de renome e, em simultâneo com os debates divididos em quatro grandes áreas, vai ter uma zona de exposição para os parceiros da Altice Empresas, na qual será possível experimentar soluções inovadoras. "Fomentar negócios e a economia da Madeira" é o grande objetivo, sintetiza Nuno Nunes.

A segurança, primeiro

O evento da Altice Empresas vai realizar-se durante todo o dia, na quinta-feira 26 de maio, no Savoy Palace Hotel. A abrir as intervenções e a suscitar o primeiro debate estarão as questões ligadas à cibersegurança. José Alegria, Ciso-diretor de Cibersegurança e Privacidade da Altice Portugal, dará o mote com uma explanação sobre as tendências atuais, contrapondo as ameaças com as contramedidas.

Os participantes na conferência, quer os convidados que vão ter acesso ao espaço físico no Savoy Palace, quer os que acompanharão o evento por via remota, ouvirão as intervenções de quatro oradores que retratarão outros tantos cenários empresariais: José Cotrim, da Empresa de Eletricidade da Madeira, a maior empresa regional que congrega uma base de dados com todos os madeirenses e suas empresas e organismos; Luís Sousa, da tecnológica madeirense ACIN, que inovou e cresceu ao apostar no armazenamento na nuvem; Pedro Gomes, da Palo Alto Networks, que lidera as plataformas de segurança de redes empresariais; Rui Duro, da Check Point que protege as redes corporativas dos ataques cibernéticos e, finalmente, Paulo Pinto, da Fortinet, que desenvolve e comercializa software, produtos e serviços de cibersegurança.

A realidade é que as dificuldades impostas pela covid-19 associadas ao trabalho remoto conduziram a um aumento dos ataques informáticos, apontado por 77% das empresas. A pandemia veio dar maior suporte a uma realidade que aos poucos se começava a desenhar: a 'cloud' (nuvem) é a escolha das organizações em todo o mundo, de olho nos custos, escalabilidade, segurança e flexibilidade. Dados concretos e experiências contadas na primeira pessoa, que animarão o arranque dos trabalhos no dia 26.

O turista digital

António Almeida, presidente do Observatório do Turismo da Madeira, será o 'keynote speaker' que conduzirá a conferência para o segundo bloco temático, onde se ficará a saber tudo sobre "o novo turista digital" num mercado altamente exigente e competitivo, dominado por 'players' globais e modelos de negócio disruptivos – é o caso do Booking, Tripadvisor ou das Big Tech como a Google. Um dos caminhos consiste em personalizar o relacionamento com o cliente, retendo dados e conhecendo as suas preferências para lhe proporcionar uma experiência individualizada, única e diferenciadora da concorrência.

Os 'Data Centers' e as ferramentas de Big Data e de Machine Learning para tratamento inteligente de grandes quantidades de dados são apenas um dos lados de uma equação que contará com os contributos do secretário regional do Turismo, Eduardo Jesus, do CEO do Grupo Porto Bay, António Trindade, Martim Pessanha, representante da Gema Digital, empresa portuguesa especialista na criação de projetos digitais e tecnológicos, e ainda de Francisco Matos Chaves, digital diretor da Altice.

Cidades inteligentes

É sabido que a transformação digital tem um impacto profundo nas pessoas e nas organizações, mas também na principal estrutura de agregação da vida em comunidade: as cidades.

IOT, Wifi, Big Data, Cloud, Mobile apps, suportadas em infraestruturas de fibra ótica, redes Móveis 4G/5G, data centers, e dispositivos adequados permitirão responder aos desafios e à visão transformadora das zonas urbanas. A par da tecnologia, cabe aos cidadãos aspirar a uma nova cidade, e às entidades que a gerem, acelerar o futuro.

Miguel Castro Neves, da Universidade NOVA IMS, introduzirá este terceiro tema na conferência 'Tecnologia: a próxima geração' no Savoy Palace. Seguir-se-ão intervenções de dois autarcas – Pedro Calado (Funchal) e Ribau Esteves (Aveiro) – antes de Ignacio Barrios (Kido Dynamics), João Martins (NOVA) e Paulo Rego (Altice Empresas).

Mais e melhor Saúde

Caberá à antiga ministra da Saúde, Maria de Belém Roseira, introduzir o último bloco de discussão. Inteligência Artificial, Big Data, 5G e Machine Learning são alguns exemplos de tecnologias que estão e vão continuar a revolucionar a prestação de cuidados de saúde, tornando-os mais acessíveis, rápidos e eficazes.

A transformação digital acelerou nos últimos tempos, criando oportunidades e desafios sem precedentes. Não há setor que esteja isento dessa mudança e no campo da medicina e da saúde o impacto é bastante acentuado. Os avanços tecnológicos estão a transformar a estrutura e a organização da área da saúde, com impactos positivos para profissionais e pacientes.

Por estas razões, a conferência 'Tecnologia: a próxima geração' reserva o último painel para esta importante discussão, em que se empenharão Herberto Jesus (diretor regional de Saúde), Jardim Gonçalves (investigador da Uninova) e João Paulo Firmeza (Altice Labs). Isto depois do cirurgião Pedro Gouveia, da Champalimaud Clinical Center, explicar todos os detalhes da operação inédita a uma doente com cancro da mama, contando com a ajuda de um médico em Saragoça, com recurso às redes 5G da Altice Portugal e da espanhola Movistar.